Brasil

Quais os principais indicadores de gestão de pessoas no seu negócio?

 

Gestão de pessoas por muitas vezes é tida como uma área do conhecimento mais subjetiva. Mas engana-se quem pensa assim – hoje a área é totalmente analítica, conta com fundamentos específicos e pode ser medida com indicadores pelas lideranças responsáveis. Ou seja: gerir pessoas não é mais uma questão de feeling. É uma questão de entendimento sobre esses indicadores e o que deve ser levado em consideração na hora de avaliar se suas ações estão surtindo efeito ou não na motivação de seus funcionários. 

 

Quais os principais indicadores de gestão de pessoas?

Indicadores funcionam como um termômetro, no qual suas oscilações revelam sinais de sucesso ou fracasso na gestão de pessoas. Confira abaixo quais os principais indicadores de gestão de pessoas:

 

Rotatividade

 

Também conhecido como turnover, esse indicador mede quem entra e quem sai da sua empresa, dentro de um determinado período de tempo. Ele pode indicar uma baixa atratividade da empresa no mercado de trabalho, talvez pela falta de um plano de carreira ou pela cultura da empresa, assim como pode indicar falta de efetividade no processo seletivo, com contratações equivocadas e que sairão em pouco tempo.

 

Absenteísmo

 

O absenteísmo mede as taxas de ausência dos profissionais, como faltas e atrasos. Pode ter diversas causas, tanto decorrentes de uma má gestão como também por fatores externos. Alguns dos principais motivos podem ser a saúde do colaborador: os problemas podem ser alheios ao trabalho ou ocasionados por ele; problemas com equipe ou trabalho; e problemas pessoais, relacionados a família ou a outras dificuldades da vida pessoal, como endividamento ou dependência química.

Dependendo do problema, é indicado que não só colaboradores envolvidos com a gestão de pessoas lidem com o caso, como também envolvam profissionais da área da saúde.

 

Satisfação dos colaboradores

 

Para medir a satisfação, é muito comum a utilização do ENPS (Employee Net Promoter Score), metodologia normalmente aplicada a clientes para entender o seu grau de fidelidade à marca. Os colaboradores devem dar notas de 0 a 10, sendo que de 0 a 6 são os que estão infelizes, entre 7 e 8 são os neutros e entre 9 e 10 os que estão satisfeitos e são fiéis à empresa. Lembrando que esse tipo de teste deve ser feito de forma anônima para obter as respostas mais sinceras possíveis.

 

Investimento em desenvolvimento

Se sua empresa deseja crescer, nada melhor do que contar com a especialização das pessoas que fazem ela crescer. Uma das premissas da gestão de pessoas é justamente estimular o desenvolvimento de seus colaboradores. Uma pessoa que se sente envolvida no ambiente de trabalho e com perspectiva para crescer certamente não vai querer sair de lá e vai querer mostrar mais. Isso diminui os indicadores de rotatividade e de absenteísmo, fortalecendo a cultura da empresa.

Todo esse investimento da empresa, no entanto, precisa ser medido e a forma mais indicada é calculando o ROI, o retorno sobre o investimento. Em poucas palavras, o ROI avalia o quanto foi gasto em comparação a quanto resultado gerou, que no caso pode ser o aumento de produtividade ou de lucratividade dos times. Medir o ROI é uma importante forma de entender se o investimento no treinamento de colaboradores está surtindo efeito e se faz sentido que ele seja mantido ou que seja inclusive ampliado, destinando mais verba para o desenvolvimento deles.

O post Quais os principais indicadores de gestão de pessoas no seu negócio? apareceu primeiro em Blog da Ticket.